Baretto Apresenta

Durante o ano de 2015 e 2016, o Baretto recebeu duas temporadas inéditas de encontros musicais em torno da diversidade estética musical brasileira. Com curadoria de Rubens Amatto – curador e cofundador da Casa de Francisca – o projeto trouxe uma seleção de relevante comprometimento artístico em performances que fugiram do óbvio e difundiram a riqueza cultural do país com muita sofisticação.

A primeira temporada contou com shows de Elza Soares - que apresentou em primeira mão o novo álbum de inéditas “A Mulher do Fim do Mundo” -, contou também com o dueto entre Tulipa Ruiz e Felipe Cordeiro - que juntos imprimiram em voz e guitarra a tradição popular musical do Pará com a sonoridade contemporânea -, além dos shows de Rodrigo Campos junto da talentosa Teresa Cristina e, para fechar, Siba e Mariana Aydar em um encontro que mostrou um diálogo em comum pela cultura popular e contemporânea.

A segunda temporada foi marcada por apresentações inéditas. O rapper Emicida abriu ao lado de Thiago França e Rodrigo Campos - onde estabeleceram um diálogo em comum pela cultura popular e contemporânea com os destaques da nova geração da música brasileira -, seguido por Fafá de Belém e Combo Cordeiro, que apresentaram um espetáculo totalmente diferente de suas trajetórias e, para fechar a temporada com chave de ouro, Alceu Valença, junto de Marcelo Pretto, ofereceu sua vertente mais intimista em um show que percorreu toda a sua trajetória artística e pessoal.

Com apresentações esgotadíssimas do primeiro ao último show, todos os encontros cativaram uma audiência jovem e eclética, composta por formadores de opinião e habitués que prestigiam o Baretto, como também abraçou uma nova audiência culta e interessada em música de qualidade.

Eleito pela revista Wallpaper como o bar número 1 do mundo e palco de apresentações históricas como a de Bobby Short, Steve Ross, Caetano Veloso, Ney Matogrosso, entre outros, o Baretto continua sua temporada de diversidade estética em 2017.